Skip links

Impactos da Reforma Tributária no Setor Farmacêutico

Impactos da Reforma Tributária no Setor Farmacêutico

 

Tendências Transformadoras Moldando o Futuro da Indústria Farmacêutica

O mercado farmacêutico, há muito tempo, tem sido um dos setores mais dinâmicos e inovadores da economia global. Com previsões de crescimento estimadas em cerca de 9,7% para 2024, impulsionadas por fatores como a transformação digital e a introdução de novos produtos, o cenário é promissor. Contudo, esse crescimento não vem sem seus desafios e adaptações necessárias.

Desafios da Concorrência e Pressão por Redução de Custos

Apesar das oportunidades, o setor enfrenta desafios significativos, como a concorrência crescente com genéricos e biossimilares. Com muitos medicamentos perdendo sua exclusividade nos próximos anos, as empresas devem se preparar para uma competição acirrada. Além disso, a constante pressão por redução de custos e a necessidade de adaptação às mudanças regulatórias são desafios constantes para as indústrias farmacêuticas.

 

Inovação Tecnológica na Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) de Medicamentos

A aplicação de Inteligência Artificial (IA) e Machine Learning (ML) está revolucionando a P&D farmacêutica, otimizando o processo de descoberta e desenvolvimento de novas moléculas. Identificar novos alvos terapêuticos, biomarcadores e candidatos a medicamentos é agora mais eficiente, reduzindo tempo e custos de ensaios clínicos.

 

Personalização de Tratamentos e Terapia Gênica

Uma tendência crescente é a personalização de tratamentos, visando medicamentos mais adequados a cada paciente ou grupos específicos. O uso de big data é essencial para identificar fatores que afetam a eficácia e segurança dos medicamentos, possibilitando terapias gênicas adaptadas ao DNA do paciente.

 

Iniciativas Governamentais e Estímulo à Indústria

O governo federal lançou o plano Nova Indústria Brasil, buscando aumentar a produção nacional de medicamentos e equipamentos médicos, reduzindo a dependência de importações. Incentivar a inovação e pesquisa em áreas como biotecnologia e inteligência artificial é fundamental para impulsionar o mercado farmacêutico brasileiro.

 

Inovação do Portifólio, Canal de Vendas e a Farmácia Clínica

Olhando para o futuro, é evidente que o mercado farmacêutico está passando por uma transformação fundamental. As farmácias estão expandindo seu propósito para além do tratamento de doenças, abraçando a promoção do bem-estar e dos cuidados pessoais. Isso se reflete na diversificação do portfólio de produtos oferecidos, que agora inclui uma ampla gama de categorias, como higiene, dermocosméticos, alimentos e até cuidados com animais de estimação.

O varejo farmacêutico online continua a crescer, oferecendo conveniência aos consumidores, especialmente após a pandemia da covid-19. Paralelamente, a farmácia clínica está se expandindo, oferecendo uma variedade de serviços além da dispensação de medicamentos, refletindo a demanda por cuidados de saúde personalizados.

Em síntese, as tendências do mercado farmacêutico apontam para uma indústria em constante evolução, impulsionada pela inovação, tecnologia e adaptação às necessidades dos consumidores. À medida que o setor avança, é crucial para as empresas permanecerem ágeis e receptivas às mudanças, buscando sempre oferecer produtos e serviços que agreguem valor aos pacientes e à sociedade como um todo.

 

Impacto da Reforma Tributária no Setor Farmacêutico Brasileiro

A Reforma Tributária no Brasil terá impactos significativos no setor farmacêutico, influenciando os preços dos medicamentos, a concorrência e a eficiência da gestão das farmácias no país. Como empresário do ramo farmacêutico, é fundamental compreender esses impactos para se adaptar e manter a competitividade no mercado.

 

Redução da Carga Tributária sobre os Medicamentos

Uma das mudanças mais esperadas é a redução da carga tributária sobre os medicamentos. Atualmente, os impostos como ICMS, IPI e PIS/COFINS impactam os preços dos medicamentos. Com a reforma, a proposta é criar um imposto único, o IBS, com alíquota mais baixa, o que deve resultar em preços mais acessíveis para os consumidores.

 

Simplificação do Sistema Tributário

A reforma também visa simplificar o sistema tributário, o que pode beneficiar as farmácias, reduzindo o ônus das obrigações fiscais complexas. Isso tornaria mais fácil para as farmácias cumprir suas responsabilidades fiscais e buscar parcerias com empresas especializadas em assessoria contábil para otimizar seus processos.

 

Melhoria da Eficiência na Gestão das Farmácias

A simplificação tributária e a redução dos custos administrativos podem permitir que as farmácias se concentrem mais em seu core business, como atendimento ao cliente e oferta de produtos. Uma gestão mais eficiente pode ser alcançada, possibilitando melhorias nos serviços prestados e na experiência do cliente.

 

Riscos da não Manutenção das Isenções Fiscais

A manutenção das isenções fiscais para medicamentos essenciais é fundamental para garantir preços acessíveis para os consumidores. Qualquer alteração nesse sentido pode resultar em aumento dos preços, afetando principalmente aqueles que dependem desses medicamentos para tratamentos crônicos.

Em resumo, a Reforma Tributária trará mudanças significativas para o setor farmacêutico no Brasil. Os empresários do ramo precisam estar atentos e preparados para se adaptarem a essas mudanças, buscando estratégias que garantam a competitividade e o fornecimento de serviços de qualidade aos consumidores.



Impacto no Valor de Diferentes Tipos de Medicamentos
  • Medicamentos de Referência:

A variação da carga tributária esperada para medicamentos de referência é de 26% a 17%.

Isso pode resultar em uma redução de 2,3% a 4,5% nos preços desses medicamentos.

  • Medicamentos Genéricos:

Os medicamentos genéricos, que representam 71% das vendas da indústria farmacêutica, também terão uma variação na carga tributária.

Espera-se uma redução de 18% a 2% na carga tributária desses medicamentos, o que pode impactar positivamente os preços.

  • Compras Públicas:

Para medicamentos adquiridos por meio de compras públicas, a variação da carga tributária esperada é de 24% a 26%.

Isso pode resultar em um aumento de 0% a 3% nos preços desses medicamentos.

 

Estratégias que o setor pode ter para se adiantar diante das mudanças

Recuperação de Créditos Tributários

Uma das estratégias mais importantes que as empresas farmacêuticas podem adotar é a recuperação de créditos tributários. Isso envolve revisar minuciosamente as operações passadas e identificar possíveis créditos não utilizados, como impostos pagos a mais ou indevidamente. Com a Reforma Tributária, novas oportunidades de recuperação de créditos podem surgir, especialmente com a unificação e simplificação dos impostos. Portanto, é fundamental que as empresas realizem uma análise detalhada de suas operações e busquem o auxílio de consultorias especializadas em recuperação de créditos tributários para maximizar seus benefícios fiscais.

 

Revisão e Otimização da Estrutura Tributária

Com a Reforma Tributária, é esperado que haja mudanças significativas na estrutura tributária do país. As empresas farmacêuticas devem revisar sua estrutura tributária atual e avaliar como as alterações propostas podem impactar seus negócios. Isso inclui analisar a tributação de diferentes operações, como importação, exportação, produção e distribuição de medicamentos, e identificar oportunidades para otimizar a carga tributária. A reestruturação tributária pode envolver a realocação de atividades entre jurisdições, o uso de incentivos fiscais específicos do setor e a adoção de estratégias de planejamento tributário adequadas.

 

Automação e Tecnologia

Investir em tecnologia e automação pode ser uma estratégia eficaz para lidar com as mudanças trazidas pela Reforma Tributária. Sistemas de gestão tributária integrados e soluções de automação podem ajudar as empresas a simplificar processos, reduzir erros e garantir conformidade com as novas normas tributárias. Além disso, a tecnologia pode facilitar a coleta e análise de dados fiscais, permitindo uma tomada de decisão mais informada e estratégica.

 

Capacitação e Treinamento

A Reforma Tributária pode trazer novos desafios e exigir habilidades técnicas específicas para lidar com as mudanças. Portanto, é essencial que as empresas invistam na capacitação e treinamento de suas equipes, garantindo que estejam preparadas para implementar e cumprir as novas normas tributárias. Isso pode incluir programas de treinamento em legislação tributária, tecnologia tributária e melhores práticas de conformidade fiscal.

 

Monitoramento e Atualização Constante

Por fim, as empresas farmacêuticas devem estar preparadas para monitorar de perto o andamento da Reforma Tributária e se adaptar às mudanças conforme necessário. Isso envolve acompanhar de perto as discussões legislativas, manter-se atualizado sobre as últimas atualizações e orientações fiscais e ajustar suas estratégias conforme apropriado. A flexibilidade e agilidade serão essenciais para garantir uma transição suave e bem-sucedida para o novo regime tributário.

Em conclusão, a Reforma Tributária representa um momento de mudança e desafio para as grandes empresas do setor farmacêutico. No entanto, com uma abordagem estratégica e proativa, essas empresas podem se preparar adequadamente e aproveitar as oportunidades que surgem. Ao adotar estratégias como recuperação de créditos tributários, revisão da estrutura tributária, investimento em tecnologia, capacitação da equipe e monitoramento constante, as empresas farmacêuticas podem garantir sua competitividade e sustentabilidade no mercado em meio às mudanças tributárias.



Redação ATVI

Clique
Arraste